Gazeta do Povo| #Mapeando o vazio de Curitiba

A Campanha #Mapeando Curitiba vem ganhando cada vez mais espaço na mídia e redes sociais. Ela foi destaque também no jornal Gazeta do Povo, neste quarta-feira (4), na coluna Entrelinhas. Confira:

#Mapeando o vazio de Curitiba

Local: Av. Nª Sra. da Luz, 2270 - Jardim Social

Local: Av. Nª Sra. da Luz, 2270 – Jardim Social

Fonte: Gazeta do Povo

Em tempos de discussão sobre uma eventual desintegração tarifária da rede de transporte coletivo de Curitiba e região, o debate sobre a moradia na região central da capital ganha força. O pessoal da frente Mobiliza Curitiba sabe bem disso, e resolveu lançar a campanha #MapeandoCuritiba. A ideia é que qualquer pessoa que vir espaços vazios ou abandonados na cidade fotografe e divulgue nas redes sociais. “Queremos fazer as pessoas pensarem sobre o que poderia ser feito naquele terreno. Uma horta comunitária, por exemplo, é muito melhor do que juntar entulho”, explica a advogada da Terra de Direitos, Luana Xavier Pinto Coelho. Para isso, a campanha pede que as pessoas façam cartazes com o que gostariam que fosse construído naquele espaço. Uma creche, uma praça, uma unidade de saúde ou moradia? Tanto faz. O importante é “denunciar que tem um monte de espaço vazio em Curitiba e não há política para combater isso”, argumenta Luana.

Instrumentos legais

Criada em 2013 para debater o Plano Diretor de Curitiba – cujo processo de revisão começou no ano passado –, a Mobiliza Curitiba argumenta que a cidade possui instrumentos legais para utilizar espaços hoje “vazios”. Mas falta regulamentação. Uma maneira seria definir, por zoneamento, qual deve ser a destinação prioritária de um terreno, em um determinado bairro, explica Luana Coelho. Além disso, seria preciso taxar os proprietários que descumprem a regra com o IPTU progressivo. “Hoje a situação da moradia na cidade é insustentável. A própria classe média está sendo ‘expulsa’ dos espaços da capital”, argumenta a advogada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*